Rio sedia 2ª edição do Seminário 2014 – Saneamento na Rede

Setor se mobiliza para o debate em torno da questão: SABESP, CAIXA, BNDES, PROCEL/ELETROBRAS, ABDIB, ABIMAQ, ASFAMAS, ABCON e ASSEMAE já confirmaram participação no Seminário 2014 – Saneamento na Rede

Segundo o último Censo do IBGE, 82,9% dos domicílios eram atendidos no Brasil, em 2010, por rede geral de abastecimento de água, um incremento de 5,1 pontos percentuais em relação a 2000. Na área urbana, o percentual passou de 89,8% para 91,9%, ao passo que na rural, subiu de 18,1% para 27,8%. Este avanço ocorreu em todas as regiões, embora de forma desigual. Sudeste e Sul continuaram sendo, em 2010, as regiões que tinham os maiores percentuais de domicílios ligados à rede geral de abastecimento de água (90,3% e 85,5%, respectivamente), em contraste com o Norte (54,5%) e Nordeste (76,6%) que, apesar dos avanços, continuaram com os percentuais mais baixos.

Esgotamento sanitário continua a ser o grande desafio e ainda ostenta um déficit de mais de 50%, de acordo com o Atlas de Saneamento 2011 do IBGE. Outra questão que precisa ser melhorada nas companhias de saneamento brasileiras é a Gestão, principalmente para conter perdas de água, de energia e a evasão de recursos. Na questão da água, por exemplo, o desperdício atinge índices de perdas de 40%, 50% e, em algumas regiões, até 60%, segundo dados doi Sistema de Informações sobre Saneamento (SNIS), do Ministério das Cidades, de acordo com o

Estes assuntos estão na pauta central do Seminário 2014 Saneamento na Rede – A chance de um gol de placa na universalização dos serviços de água e esgoto”. próximos dias 06 e 07 de dezembro, no Centro Empresarial Rio. O eventotem por objeto colocar em debate os desafios, necessidades e soluções, através da discussão dos projetos e potencialidades de cada cidade e estado eleitos pela FIFA para sediar a Copa, e as Olimpíadas. A discussão prevê análises conjunturais da estrutura e gestão do saneamento no Brasil, perspectivas de recursos e formas de otimizar e agilizar os investimento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-Saneamento), modelos e experiências das empresas municipais, estaduais e privadas que atuam no setor em cada uma dessas cidades. O evento será uma oportunidade também para discutir experiências e divulgar bons projetos e mecanismos de gestão eficiente das empresas para gerar resultados concretos à população.

Entre os palestrantes já confirmaram presença:

Fernando Dias Pinto Perrone – Chefe do Departamento de Projetos de Eficiência Energética do Procel/Eletrobras

Newton Lima Azevedo – Vice Presidente da ABDIB (Ass. Bras. da Infra-Estrutura e Indústrias de Base)

Valdir Folgosi – Presidente do SINDESAM (Sind. Nac. das Indústrias de Equip.para Saneamento Bás. e Ambiental)

Gustavo Siqueira – Diretor Setorial da ASFAMAS (Ass. Bras. dos Fabricantes de Materiais para Saneamento)

 Silvio José Marques – Presidente Nacional da ASSEMAE (Ass. Nac. dos Serviços Municipais de Saneamento)

 Paulo Roberto de Oliveira – Presidente da ABCON (Ass.Bras. das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto)

 Engº Jairo Tardelli Filho – Gerente do Departamento de Planejamento Integrado da Diretoria Metropolitana da SABESP

 Rogério de Paula Tavares Superintendente Nacional de Saneamento e Infraestrutura da Caixa

Guilherme da Rocha Albuquerque – Engenheiro do Departamento de Saneamento Ambiental do BNDES

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s