CEDAE quer deixar saneamento pronto no Rio até a Copa e Olimpíadas de 2016

Nova Cedae vai investir R$ 1 bilhão até 2014, e BID garante mais R$ 452 milhões – quase um US$ 1 bilhão – para despoluir a Baía de Guanabara

O cronograma de obras, tanto de esgotamento sanitário como de abastecimento de água está em ritmo acelerado e será finalizado até 2014, dois anos antes dos Jogos Olímpicos, segundo garantiu o presidente da Nova Cedae, Wagner Victer, durante palestra no seminário Infrastructure Investment World Brasil 2011.

Segundo o presidente da Nova Cedae, que já confirmou sua participação no Seminário 2014 – Saneamento na Rede – A chance de um gol de placa na universalização dos serviços de água e esgoto, a companhia vai investir cerca de R$ 1 bilhão em obras de saneamento básico, dentre elas, a ampliação em 700% de tratamento de esgoto da Baía de Guanabara. De dois mil litros em 2006, o sistema passará a operar com 14 mil litros por segundo em 2014]- ano da Copa do Mundo no Brasil.

Os projetos da CEDAE para despoluir a Baia de Guanabara acabam de ganhar um reforço financeiro de peso: o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) anunciou a aprovação de um empréstimo de US$ 452 milhões para a melhoria da coleta de esgotos nos municípios afluentes da Baía de Guanabara, um dos maiores símbolos da beleza natural do Rio de Janeiro. Com os recursos, o Governo do Estado do Rio de Janeiro avançará com o Programa de Saneamento Ambiental dos Municípios do Entorno da Baía de Guanabara (PSAM), uma região que abriga uma população de mais de 10 milhões de pessoas.

O Seminário 2014 – Saneamento na Rede acontece no Centro Empresarial Rio, nos dias 06 e 07 de dezembro, no Rio de Janeiro. O  objetivo é colocar em debate os desafios, necessidades e soluções, através da discussão dos projetos e potencialidades de cada cidade e estado eleitos pela FIFA para sediar a Copa e as Olimpíadas. A discussão prevê análises conjunturais da estrutura e gestão do saneamento no Brasil, perspectivas de recursos e formas de otimizar e agilizar os investimento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-Saneamento), modelos e experiências das empresas municipais, estaduais e privadas que atuam no setor em cada uma dessas cidades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s