Soluções e Tecnologias para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos 18 de outubro de 2012 CENTRO EMPRESARIAL RIO – BOTAFOGO – RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro – RJ

  • APRESENTAÇÃO

Após o dia 2 de agosto de 2014, o Brasil não poderá mais ter lixões, que serão substituídos pelos aterros sanitários, de acordo com o texto do Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Os aterros, por sua vez, vão receber apenas rejeitos, ou seja, aquilo que não é possível reciclar ou reutilizar.

Um dos maiores desafios do PNRS – a eliminação dos lixões até 2014, a partir do plano passou a ser uma responsabilidade compartilhada entre os entes federados. Ou seja, esse esforço não é só do governo federal, é de competência também dos estados e municípios, e dá a todos a responsabilidade de incrementar a reciclagem e a logística reversa. Muitas cidades ainda não têm a infraestrutura para implementar o patamar necessário de reciclagem no país, mas vão ter de se estruturar.

O lixo é hoje um dos mais graves problemas ambientais do Planeta. A destinação incorreta dos resíduos nas cidades, por exemplo, entope bueiros, agravando as enchentes que têm resultado em várias tragédias nas cidades no período de chuvas. A questão precisa, portanto, envolver todos os cidadãos, empresas, Academia e Poder Público na busca de soluções que evitem que os resíduos sejam descartados em lixões a céu aberto, contaminando solos, rios, córregos e mares, provocando doenças e prejuízos para o meio ambiente.

O Brasil produz por dia mais de 183 mil toneladas de lixo urbano. Mais de um milhão de pessoas trabalham e sobrevivem da reciclagem desse lixo. Mesmo assim, grande parte dessa riqueza é desperdiçada. O Brasil deixa de ganhar 8 bilhões de reais anualmente por não reciclar tudo o que é possível.

Diversas experiências já foram implementadas em várias cidades brasileiras. As boas práticas existem e precisam ser divulgadas, debatidas e multiplicadas. Em 2014, quando realizaremos a Copa do Mundo no Brasil, a questão da gestão integrada dos resíduos terá de estar equacionada.

O momento é, portanto, fundamental para o debate da questão, para que as soluções sejam divulgadas, agilizadas e implementadas em curto espaço de tempo. O workshop “Gestão Integrada de Resíduos Sólidos” tem este objetivo: debater e buscar modelos, soluções e experiências que possam ser difundidas por todo o País, de forma séria e criativa, apontar fontes de recursos, tecnologias e mecanismos destinados a buscar a capacitação dos gestores públicos e privados, além do engajamento da sociedade.

QUEM DEVE PARTICIPAR?

 Segmentação:

Workshop destinado às áreas da Construção Civil, Meio Ambiente, gestores públicos e privados de Saneamento, Universidades e governos (prefeituras, governos estaduais e federal).

 Público-Alvo:

Engenheiros, arquitetos, empreiteiros, administradores, consultores, prefeitos, gestores públicos e técnicos do setor de resíduos, executivos do Governo (federal, estaduais e municipais), Ministérios, associações de classe, empresários, prestadores de serviços e universidades (públicas e privadas), ONGs e Ministério Público, empresas de engenharia, gestão de resíduos e construção, empresas de reciclagem, logística reversa etc..

 

  • INFORMAÇÕES GERAIS

 

Data: 18 de outubro de 2012

 

Local CENTRO EMPRESARIAL RIO – PAVIMENTO DE CONVENÇÕES

Praia de Botafogo, 228 – 2º ANDAR – Botafogo – Rio de Janeiro – RJ

 

Duração: 9 horas

 

Metodologia: A programação do workshop será apresentada através de palestras e painéis.

Número de participantes: Vagas limitadas para 70 participantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s