Nova tecnologia pode agilizar o uso dessa energia no Brasil

Cabeçalho copy

Uma nova tecnologia que permite armazenar hidrogênio em maior quantidade sob a forma de hidretos metálicos e que pode viabilizar mais rapidamente o mercado dessa energia totalmente limpa no Brasil está sendo desenvolvida pela COPPE/UFRJ, através do Programa de Engenharia Metalurgica e de Materiais.

Segundo o engenheiro Dílson Silva dos Santos, que vai divulgar o resultado dos estudos durante o 3º Seminário Nacional de Energias Renováveis e Eficiência Energética, no próximo dia 23, no Centro Empresarial Rio, um dos grandes problemas, se não o maior, no que diz respeito à viabilidade da econômica do hidrogênio está no fato de não haver uma forma segura e econômica de armazenar o hidrogênio. o armazenamento de hidrogênio sob a forma de hidretos metálicos torna o uso dessa energia mais viável economicamente, já que os hidretos metálicos podem apresentar excelentes propriedades quanto a densidade energética, volumétrica, estabilidade e fácil manipulação.

Com isso, segundo Dílson Silva, se torna cada vez mais numerosos estudos com a finalidade de desenvolver ligas e compostos intermetálicos que apresentem elevada capacidade de absorção de hidrogênio de modo a serem utilizados em sistemas de geração de energia. Para tal, acrescenta, é necessário o desenvolvimento de um sistema armazenador com elevadas densidades volumétrica e gravimétrica, de custo baixo, estável e que não degrade durante os ciclos de uso.

Um painel intitulado “Hidrogênio, a Energia do Futruro”, programado para o próximo dia 23 de outubro, às 1h:00h, vai reunir os especialistas Marcelo Miguel, Coordenador brasileiro da Comissão Interna de Conservação de Energia (Cice) da usina de ITAIPU, Paulo Emílio de Miranda, do Laboratório de Hidrogênio da COPPE/UFRJ, e Dílson Silva dos Santos, Coordenador do Programa de Engenharia Metalúrgica e de Materiais da COPPE/UFRJ.

O 3º Seminário de Energias Renováveis e Eficiência, acontece nos dias 22 e 23 de outubro, no Centro Empresarial Rio, com o objetivo de debater experiências, soluções e novas tecnologias para racionalizar o consumo de energia na indústria, comercio e edificações (públicas e residenciais), reduzindo o custo no processo de produção e no consumo deste insumo, além de estimular o uso de energias renováveis.

As empresas de engenharia, tecnologia, fabricantes de materiais e equipamentos e prestadores de serviços interessados em patrocinar ou apresentar palestras técnicas sobre soluções e tecnologias para o setor nuclear podem entrar em contato com a área comercial da Planeja & Informa Comunicação e Marketing, através do telefone (21) 2244-6211.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo email inscricao.planeja@gmail.com, além dos telefones (21) 2262-9401 / 2215-2245.

Estudantes tem 50% de desconto na inscrição.

 

Nomes já confirmados no evento:

        Amilcar Guerreiro, Diretor de Estudos Econômicos-Energéticos e Ambientais da Empresa de Pesquisa Energética (EPE)

        Fernando Pinto Dias Perrone, Chefe do Departamento de Projetos de Eficiência Energética da Eletrobras/PROCEL

        Fernando Malta – CEBDS (Centro Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável)

        Ricardo Rüther, Departamento de Engenharia Civil – Grupo de Pesquisa Estratégica em Energia Solar, Diretor Técnico do Instituto IDEAL – UFSC

        Celso Oliveira, Presidente da Associação Brasileira das Industrias de Biomassa e Energia Renovável – ABIB

        Alfred Szwarc, ÚNICA – União das Indústrias de Cana de Açúcar

        Isabelle de Loys, Arquiteta e Pesquisadora do IVIG – Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais

        Maria Paula Martins, Coordenadora do Programa Rio Capital da Energia, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços

        João Gouveia Ferrão, Diretor de Operações da Supervia

        Gerson Sampaio – Diretor da TEKNERGIA

        Engenheiro Marcelo Miguel, Coordenador brasileiro da Comissão Interna de Conservação de Energia (Cice) ITAIPU

        Célio Bermann – USP – Coordenadoria do Programa de Pós Graduação em Energia

        Andre Ucchino – arquiteto – Fundação Vanzolini

        Dilson Silva dos Santos – Programa de Engenharia Metalurgica e de Materiais da COPPE/UFRJ

        Luiz Cezar Sampaio – ENERSUD

        Paulo Emílio de MirandaLaboratório de Hidrogênio da COPPE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s