Indústria brasileira vai dar um novo salto com o Pré-Sal

Chefe do Departamento de Economia da UFF e membro do grupo de economia de energia vê no Pré-Sal a chance de a indústria brasileira e o País darem um salto à frente no desenvolvimento

          “A exploração do Pré-Sal, em especial do Campo gigante de Libra, vai gerar um dinamismo nas indústrias do País, que hoje passam por um período delicado. “A partir desse dinamismo que será empregado na indústria do petróleo, outros segmentos que dependem dessa indústria petrolífera certamente serão afetados, contribuindo para um maior crescimento da atividade industrial brasileira, que vem sofrendo queda nos últimos anos. “O Pré-Sal é a oportunidade de dar um passo à frente no desenvolvimento brasileiro”.

A aposta é do Chefe do Departamento de Economia da UFF, Luciano Dias Losekann,  membro do grupo de economia da energia, que vai traçar um panorama do impacto do Pré-Sal na indústria Brasileira e seus efeitos na economia brasileira diante do cenário mundial. Losekann fará palestra durante o III Seminário Nacional de Tecnologia e Mercado da Soldagem – SOLDA BRASIL 2013, marcado para os próximos dias 12 e 13 de novembro, no auditório do Centro Empresarial Rio (Praia de Botafogo, 228, 2º andar), às 10:30h do dia 12 de novembro (terça-feira).

Segundo o especialista, os números da exploração do Campo de Libra, parte da reserva brasileira de petróleo, que acaba de ser leiloado, apontam para uma guinada forte na economia do país. “Primeiramente, é o retorno que surge a partir dos investimentos para explorar e desenvolver o Campo de Libra, um campo gigantesco, com reservas estimadas de oito a 12 bilhões de barris. Isso envolve investimentos de até US$ 200 bilhões. O pré-sal como um todo soma US$ 700 bilhões de investimentos previstos a partir do seu desenvolvimento”, sentencia.

Na visão de Luciano Losekann, com a dependência econômica mundial em relação ao petróleo os impactos na economia do País a partir da exploração petrolífera do Campo de Libra são inúmeros: geração de investimentos estrangeiros e nacionais, aquecimento e desenvolvimento da indústria, além do papel de destaque do País no cenário econômico e político global. “É a mudança do papel do Brasil no cenário mundial. Antes, o Brasil tinha um papel marginal, e buscou a sua autosuficiencia. Com o pré-sal, passa a ser um grande produtor e exportador de petróleo”, lembra o especialista

A palestra do professor Luciano Losekann é parte da Agenda do O III Seminário SOLDA BRASIL 2013 que tem por objetivo aprofundar a discussão sobre alguns dos principais projetos em execução no país, potencializando os caminhos e diretrizes do setor de soldagem na busca de soluções para a indústria nacional enfrentar os obstáculos de crescimento do País, melhorando seu desempenho e sua competitividade, difundindo novas tecnologias e experiências no setor de soldagem.

O evento servirá também para debater e analisar o mercado de soldagem, com a participação de executivos e técnicos de empresas executoras e tomadoras de serviços, representantes dos diversos segmentos da engenharia, projetistas, governo, academia, instituições de pesquisa e empresas de Engenharia Industrial, fabricantes de consumíveis, máquinas, equipamentos e serviços de soldagem, além de entidades profissionais e empresariais de classe e instituições formadoras de mão-de-obra.

As empresas de engenharia, tecnologia, fabricantes e fornecedores de materiais, equipamentos e prestadores de serviços interessados em apresentar palestras técnicas sobre soluções e tecnologias para o setor de soldagem ou patrocinar o evento podem entrar em contato com a Planeja & Informa Comunicação e Marketing, através do telefone (21) 2244-6211.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo email inscricao.planeja@gmail.com, além dos telefones (21) 2262-9401 / 2215-2245.

 

Estudantes têm 50% de desconto na inscrição.

 

Já confirmaram presença no evento:

  • UBIRAJARA PEREIRA COSTA – PRESIDENTE DA DIRETORIA DA ABS
  • GIOVANI DALPIAZ – ENGENHEIRO DE EQUIPAMENTOS, DR. ENG. DA PETROBRAS
  • RICARDO MIRANDA ALÉ – COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS DA USIMINAS
    • JOÃO GABRIEL HARGREAVES RIBEIRO – GERENTE DE INSPEÇÕES E ENSAIOS DA ELETROBRAS ELETRONUCLEAR
    • CAPITÃO-DE-FRAGATA (ENGENHEIRO NAVAL) ROGÉRIO CORRÊA BORGES – GERENTE DA CONSTRUÇÃO DOS SUBMARINOS CONVENCIONAIS DA MARINHA DO BRASIL
    • ENGENHEIRO DE TECNOLOGIA MILITAR ANDRÉ LUIZ CORRÊA DE SÁ – GERENTE ADJUNTO DA CONSTRUÇÃO DOS SUBMARINOS CONVENCIONAIS DA MARINHA DO BRASIL
  • ARIOVALDO ROCHA – PRESIDENTE DO SINAVAL
  • BYRON GONÇALVES DE SOUZA FILHO – ENGENHEIRO DA TRANSPETRO
  • LUCIANO DIAS LOSEKANN – CHEFE DO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA DA UFF E MEMBRO DO GRUPO DE ECONOMIA DE ENERGIA 
  • Engº MAURO LOPES CRUZ – REPRESENTANTE DA ABEMI
  • MARCOS PONCIANO – TENARIS CONFAB
  • FRANCISCO SOUZA – VULKAN
  • LUIZ GUIMENEZ JR. – GERENTE DO INFOSOLDA
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s