BRASIL PRECISARÁ DE OITO NOVAS USINAS NUCLEARES PARA 2015

_________________________________________________________________________BLOG_________________________________________________________________________

ANTECIPE SUA INSCRIÇÃO E GOZE DO VALOR REDUZIDO ATÉ 30 DE DEZEMBRO

_________________________________________________________________________

 

Brasil precisará de oito novas usinas nucleares a partir de 2025

Crescimento da demanda por energia elétrica e esgotamento dopotencial de hidrelétricas com grandes reservatórios ratificam necessidade da geração nuclear

“O Brasil precisará de pelo menos oito novas usinas nucleares de 1.000 megawatts cada a partir de 2025 para fazer frente ao crescimento da demanda por energia elétrica e ao esgotamento do potencial de hidrelétricas com grandes reservatórios”. Esse alerta é do presidente da Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Atividades Nucleares (ABDAN), Antonio Miller, baseado em um estudo contratado pela entidade junto à Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP).

Miller, que considera este cenário conservador, afirmou, em entrevista à Agência Reuters, que “as oito usinas nucleares teriam que ficar prontas até 2040, isto considerando a hipótese de haver no setor apenas investimentos públicos. Mas o estudo aponta que poderiam ser construídas 23 unidades, caso o setor privado participe também dos investimentos”.

O assunto vai ser tema do VI Seminário Internacional de Energia Nuclear (SIEN 2015), marcado para os dias 06 e 07 maio de 2015, no Rio de Janeiro, com a presença de empresas brasileiras e internacionais, autoridades do governo, agencias internacionais, técnicos e gestores da cadeia industrial do setor, Academia, associações profissionais e empresariais. Promovido pela Planeja & Informa Comunicação e Marketing e Casa Viva Eventos com apoio das entidades de classe e empresas do setor, o VI SIEN traz em sua programação painéis e palestras sobre os desafios para o desenvolvimento do setor e novas tecnologias e soluções voltadas à segurança das usinas nucleares, bem como os diversos usos da radiação para fins pacíficos.

O Ministério das Minas e Energia (MME) prevê que o potencial hidrelétrico brasileiro estará esgotado no quinquênio de 2025 a 2030 e, diante disso, está revendo o PNE 2050, que deverá incluir a definição de pelo menos quatro novas usinas nucleares no Brasil para complementar a geração elétrica, comprometida por este cenário de esgotamento do aproveitamento hídrico.

Energia limpa e segura

O Brasil vem recorrendo sistematicamente a fontes térmicas como carvão, gás, óleo diesel e combustível desde 2012 para complementar sua oferta de energia elétrica. Em um cenário de chuvas irregulares e rápido esvaziamento dos reservatórios, as termelétricas já respondem por quase 30% da energia do país, e a tendência é que essa participação aumente cada vez mais, principalmente a partir de 2025.

Neste cenário, a geração nuclear ganha papel cada vez mais importante em uma matriz elétrica diversificada, sustentável e eficiente, agregando vantagens como “competitividade, estabilidade, disponibilidade e a garantia de suprimento de combustível, oferecida pela posse da 6ª maior reserva mundial de urânio, com potencial energético comparável ao pré-sal”, diz a ABEN.

O ingresso do capital privado na geração e operação de usinas pode ser a solução para dinamizar e agilizar a construção e operação de novos reatores, com o aporte de novos recursos – opção que amadurece rapidamente dentro do governo. Outras precisam ser enfrentadas, como a falta de mão de obra especializada.

SIEN 2015

O Seminário Internacional de Energia Nuclear tem sido um importante espaço para o debate sobre o desafio da geração elétrica, o Programa Nuclear Brasileiro, novas tecnologias em desenvolvimento no mundo e requisitos de segurança que se tornaram ainda mais rigorosos após o acidente de Fukushima, no Japão. Nesta sexta versão, a agenda vai trazer essas e outras questões, reunindo todos os segmentos do setor nuclear, além de promover a difusão de novas tecnologias e soluções voltadas à construção e operação de usinas nucleares, bem como os diversos usos da radiação para fins pacíficos.

Empresas de projetos e tecnologia, fabricantes de materiais e equipamentos e prestadores de serviços interessados em apresentar soluções e tecnologias para o setor através de palestras ou divulgar sua marca e produtos através de patrocínio podem entrar em contato com a área comercial da Planeja & Informa Comunicação e Marketing, através do telefone (21) 2244-6211.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo e-mail inscricao.planeja@gmail.com, além dos telefones (21) 2262-9401 / 2215-2245. Mais informações no Blog https://planejabrasil.wordpress.com/. Estudantes tem 50% de desconto na inscrição.

ANTECIPE SUA INSCRIÇÃO E GOZE DO VALOR REDUZIDO ATÉ 30 DE DEZEMBRO

Temas em debate

  • PNE 2050 – A energia nuclear na matriz elétrica brasileira ?
  • Novas usinas no Brasil
  • Perspectivas de recursos para financiar novas centrais nucleares
  • Modelos para construção e gestão de usinas
  • O papel do setor privado
  • Tecnologias de reatores
  • Panorama da Energia Nuclear na AL e México
  • Prevenção de riscos e desastres naturais
  • Segurança – Os avanços pelo mundo
  • O desafio do tratamento do lixo radioativo
  • Os diversos usos da radiação para fins pacíficos
  • Reator Multipropósito Brasileiro

 Formulário de inscrição_ SIEN 2015

Informativo_Energia Nuclear 2015


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s